O cabo elétrico submarino mais longo do mundo vai fornecer energia de Marrocos ao Reino Unido.

Um artigo no site Electrek chamou-me a atenção, pois trata-se de algo que eu pensava economicamente não viável: usar as diferenças de tempo do mundo como solução para o fornecimento de energia renovável enquanto gere cargas máximas em todo o mundo.


Um parque solar eólico de 10,5 gigawatts (GW) será construído, e fornecerá ao Reino Unido energia limpa através de cabos submarinos. Os cabos submarinos de alta tensão de 1,8 GW gémeos (HVDC) serão os mais longos do mundo (3.800 km). Embora não haja uma diferença de tempo entre os dois países, mostra que, se o provisionamento fosse do Oeste ou do Leste, diferentes picos nas redes elétricas de distribuição, em diferentes zonas de tempo poderiam ser melhor geridos, diria eu.


Isto abriria novas possibilidades, no entanto, pessoalmente, tentaria produzir, armazenar e distribuir, tanto quanto possível, localmente. Sabemos (por esta altura) que a guerra geopolítica acontece e perturba o nosso fornecimento de energia aquando estamos dependentes de outras países....